.
.
.
.
.
.
English French German Spain Italian Dutch Russian Portuguese Japanese Korean Arabic Chinese Simplified

Feito por www.AllBlogTools.com

Pesquisar Neste blog

Carregando...

terça-feira, 9 de fevereiro de 2010

AS QUATRO NOBRES VERDADES

Olá irmãos


Que a paz de Oxalá esteja com todos


Primeiramente peço desculpas por não ter postado esses dias, pois fiquei sem internet, sendo assim a postagem de hoje é ligada ao tema da Quaresma, pois é neste momento que devemos nos conectar com Deus acima de tudo.
Sidartha Gauthama é o Buda mais conhecido e no dia de sua iluminação escreveu sua doutrina priorizando quatro pilares que sustentam a fé e a iluminação, segue abaixo a doutrina que nos mostra est entendimento, este estudo serve para nós cada vez mais buscarmos nosso bem-estar.

Na noite em que Siddharta Gautama atingiu a Iluminação, a ele foram reveladas as Quatro Nobres Verdades, e o método definitivo para se atingir o mais elevado estado de consciência cósmica, pelo qual a Iluminação é obtida. O método, que contém o essencial de seu ensinamento, consiste em agir e persistir, vivenciando as oito atividades corretas para se atingir seguramente o Nirvana. Eis o verdadeiro sofrimento. Eis a verdadeira causa. Eis a verdadeira cessação e eis o verdadeiro caminho.


- A dor é universal.

- A origem da dor é o desejo insaciável.
- O fim da dor é a completa supressão do desejo.
- O caminho para suprimir o desejo é o santo trilho das oito normas que convergem na felicidade eterna (Nirvana).

Primeira Nobre Verdade: A dor é universal
O mundo é o reino do sofrimento e a existência está impregnada de insatisfação e frustração que pode se manifestar na forma de sofrimentos físicos, mentais, causados pela natureza ou por outros seres vivos e a nobre verdade que conduz ao sofrimento é esta:


a velhice é sofrimento,
a doença é sofrimento,
a morte é sofrimento,
estar ligado ao que se detesta é sofrimento,
estar separado do que se ama é sofrimento,
não realizar o que se deseja é sofrimento.


Segunda Nobre Verdade: A origem da dor - Os desejos

O desejo que nasce da ignorância é que conduz os seres de renascimento em renascimento, acompanhado da avidez, da sede de existência física ou da impermanência (instabilidade, inconstância). A continuidade dos desejos gera um impulso que leva o ser a reencarnar-se.

Segue, com a provação continuada, a dependência das origens, o encadeamento das causas e efeitos, assim:

da ignorância surgem as formações,
das formações surge o conhecimento,
do conhecimento surgem os nomes e os corpos,
e isto é a essência da própria individualidade,
dos nomes e dos corpos surgem os domínios,
isto é, os cinco sentidos,
do domínio surge o contato,
do contato surge a sensação,
da sensação surge o desejo,
do desejo surge o apego à existência,
do apego à existência surge a própria existência,
da existência surge o nascimento,
do nascimento surge a velhice e a morte.

São as doze Nidânas ou as "doze causas do sofrimento". São as tendências negativas que se afirmaram em nosso caráter em existências passadas. A repetição dos atos negativos torna-se hábito ou vício, os quais se transmitem à próxima existência por intermédio dos átomos permanetes do corpo causal


Terceira Nobre Verdade: A destruição da dor
É a realização da nobre libertação, que significa, o homem poder despedaçar as algemas que o prendem ao círculo do nascimento, mortes e renascimentos sucessivos, origem de todas as misérias desta vida. Inverter o processo, praticando no cotidiano e a cada instante as virtudes mais exemplares ensinadas pelo budismo. Podemos dizer que as nidânas são aleijões da alma, mas não são irremovíveis. É possível superá-las com a vontade e exercícios e isso é indispensável para nossa evolução.


Tal possibilidade está na 4ª Verdade.

Quarta Nobre Verdade: O caminho que conduz à destruição da dor

É o nobre caminho das Oito Sendas:


Fé perfeita,
Vontade perfeita,
Palavra perfeita,
Ação perfeita,
Meios de existência perfeitos,
Aplicação perfeita,
Memória perfeita,
Meditação perfeita.

Se tem a Fé perfeita, não terá os horrores da incerteza.
Se tem a Verdade perfeita, não o alcançarão as misérias da fraqueza.
Se tem a Palavra perfeita, não molestará com linguagem venenosa.
Se tem a Ação perfeita, não ofenderá com o gesto inconseqüente.
Se tem a Profissão perfeita, não perturbará a existência do próximo.
Se tem a Aplicação perfeita,colherá resultados perfeitos.
Se tem a Meditação perfeita, criará pensamentos puros.

Pela prática do nobre caminho das Oito Sendas aniquila-se o karma. Isto feito, extingue-se a concepção.

Aniquilando-se o karma, extingue-se a concepção, extinta a concepção desaparecem o nome e a forma, extintos o nome e a forma, não existem domínios, não havendo domínios, cessam os contatos, não havendo contatos, não há desejos, sem desejos, desaparece o apego à existência, e com isto, não há razão para o nascimento, não havendo nascimento, não haverá mais velhice e morte.


---Só Pronuncie algo se você tiver certeza que a palavra é melhor que o silêncio---

Que Oxalá nos abençoe sempre


Saravá  .'.


"Semirombá" Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

2 comentários:

Oxaguiã disse...

Hehe... minha duvida de hoje não é sobre o tema mas queria usar do blogger pra sana-la..

Existe um ponto de Caboclo Jurema que não o conheço na integra... se pudessem me ajudar agradeceria! Ele é +/- assim:

Oh Juremê! Oh Jurema!
Sua folha caiu serena, Oh Jurema!
Dentro desse Gongá!
Sua folha caiu serena dentro desse Gongá
Vai chamar todos os caboclos, Oh Jurema!
Para Trabalhar...

Vi pegadas na areia
Rastro de Iemanjá
Será que ela veio pra terra, Oh Jurema!
Será que ela voltou pro mar?

(...)
Ainda sou pequeno mas posso te ajudar
Depois é só me dar , Oh Jurema!
Bolo com guaraná


(...)
Depois tem outra parte que fala que ela pegou sua cobra coral, seu tamanduá
Deu uma volta no mundo e tornou a pegar... Alguma coisa assim...


Quem souber esse ponto e puder me passar! Agradeço!



Também gostaria de saber sobre os Pretos Velhos do Oriente...



Salve nosso Pai Oxalá

Junior d’ Oxaguiã

Junior d'Oxaguiã disse...

Ainda aguardo resposta!


CAMINHO... "Sim, seu caminho é a Umbanda enquanto você valorizar a experiência espiritual com os Orixás, Guias e Mensageiros do Astral que se desdobram em muitas formas para te auxiliar. Seu caminho é e sempre será a Umbanda, enquanto você acender uma vela e sentir que ela fala contigo, enquanto você escutar o som do atabaque e seu corpo aquecer num compasso de vibrações e arrepios, enquanto você sentir o aroma das ervas transmutadas em fumaça ao contato com a brasa incandescente e for acometido da sensação de estar sendo transportado para outro lugar, a Umbanda continuará sendo seu caminho enquanto o brado dos Caboclos te arrepiar, o silêncio dos Pretos Velhos te emocionar, o gracejo dos Baianos te alegrar, a sinceridade dos Exus te curvar, a simpatia das Pomba Giras te atrair e a ciranda dos Erês te relembrar que, apesar dos pesares, o mais importante é não perder a pureza das crianças. Sim, seu lugar é no Templo que frequenta, enquanto os espíritos regentes ainda forem referências de aprendizado, enquanto você sentir saudade ao final de cada gira, enquanto os objetivos espirituais e materiais também forem os seus objetivos, enquanto o sentimento de irmandade não se dissipar facilmente em momentos de atritos e conflitos naturais, enquanto você preservar o respeito e lealdade ao seu Sacerdote ." - Sr. Caboclo Tupinambá

EVENTOS QUE APOIAMOS

Abaixo Eventos, Festas, Ritos de parceiros do Blog. Se você leitor tiver algum evento contate em nosso email. ( paileodelpezzo@gmail.com)

Nossa Bandeira

Seguidores

Quem Passou por Aqui

Quem sou eu

Minha foto
Léo Del Pezzo, ou Pai Léo das Pedreiras. Médium Umbandista á 13 anos, consagrado Pai Espiritual.Dedica todo seu sacerdócio para levar o entendimento de conhecimentos esotéricos, filosófico e teologicos ,exaltando a "Umbanda"